5 Ferramentas de gestão para alavancar seu negócio

5 Ferramentas de gestão para alavancar seu negócio

“Conhecer as vulnerabilidades é o primeiro passo para se precaver”, afirma o professor de empreendedorismo do Insper, Marcelo Nakagawa. Com a pandemia do COVID 19, muitos empreendedores se viram reféns de suas ferramentas antiquadas e precisaram mudar sua forma de gestão para se adaptar a essa nova realidade. Dessa forma, esse texto vem ilustrar quais são os caminhos que irão te auxiliar a alavancar seu negócio, em tempos difíceis e normais. 

Ferramentas de gestão 

Quando começamos a pensar nas ferramentas de gestão, existem diversas para múltiplos assuntos: de qualidade, de pessoas, de projetos. Mas o que de fato são ferramentas de gestão e por que elas irão te ajudar a alavancar seu negócio?  

Elas consistem em softwares ou técnicas utilizadas por empresas para evitar problemas que podem surgir, haja vista que auxiliam na organização do trabalho, gerenciamento de projetos, tarefas e informações. No rápido reconhecimento de um problema e na melhor forma de o solucionar, uma vez que, mostra a não produtividade de um determinado processo ou produto.  

  1. Ciclo PDCA 
  2. BSC 
  3. Canvas 
  4. Análise SWOT 
  5. 5W2H 

Existem diversos outras ferramentas, entretanto, a seguir iremos aprofundar mais um pouco nessas 10 que, além de serem as mais conhecidas, são as mais utilizadas pelos empreendedores para as mais diversas situações. 

Ciclo PDCA 

Essa ferramenta é definida em quatro pilares e etapas básicas, onde é possível identificar o surgimento e como solucionar determinado problema. Focando nas causas para as evita-las e nas consequências do processo. 

Imagem com o objetivo de explicar como funciona o pdca

As quatro etapas são: 

  • PLAN (Planejamento) – Essa é a primeira etapa, onde são traçadas as metas e objetivos, para que os mesmos sejam alcançados; 
  • Do (Execução) – Nessa etapa, coloca-se o planejamento em prática, após realizar um mapeamento do processo em questão; 
  • Check (Verificação) – Já nessa fase, os resultados são analisados e verificados, vendo se há alguma diferença, seja algo positivo ou não; 
  • Act (Ação) – Na fase final dessa ferramenta, os resultados que não são de agrado são revistos e um novo ciclo recomeça. 
BSC 

Balance Scorecard, consiste na criação de mapas de causa e efeito, no qual divide a empresa em 20 etapas de forma cascatas, para que cada área da mesma seja analisada e assim, melhor compreendida. 

imagem com objetivo de explicar o bsc

Essa ferramenta é recomendável para empresas de médio à grande porte, devido a sua estrutura um pouco mais complexa e que precisa de setores segmentados.  

Canvas 

A ferramenta de Canvas é um modelo que auxilia na avaliação da viabilidade de determinada ideia da empresa. Através da divisão de 9 blocos, visa o ganho do cliente. Como seu principal foco é sobre o produto ou processo oferecido pela empresa, cada quadro é elaborado para que a equipe possa entender as demandas do mercado que querem impactar, os custos da produção e outros diversos aspectos.  

Análise SWOT 

A Análise SWOT, uma sigla com as palavras Strenghts (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças), é utilizada para definir e identificar as características de determinado projeto. A Análise de SWOT identifica os pontos da empresa baseado em suas siglas: 

  • Forças – Características fortes que destacam a empresa, frente à concorrência; 
  • Fraquezas – Aqui são analisados os pontos fracos da empresa, suas falhas e comparação com a concorrência; 
  • Oportunidades – Fatores internos e externos que se mostram tendências promissoras a serem trabalhadas; 
  • Ameaças – Tendências do mercado capazes de gerar riscos para o negócio no futuro, como a expansão de uma empresa concorrente, por exemplo. 
5W2H 

Essa é uma das ferramentas de gestão mais conhecida devido a sua simplicidade. Cada sigla corresponde a sete perguntas em inglês: 

  • What? (O que fazer?) 
  • Why? (Por que fazer?) 
  • Where? (Onde deve ser feito?) 
  • When? (Quando deve ser feito?) 
  • Who? (Quem vai fazer?) 
  • How? (Como vai ser feito?) 
  • How much? (Quanto vai custar?) 
imagens 5w2h

Essas perguntas norteiam o projeto e é preciso estar atento se cada uma delas possui resposta, sempre se lembrando de atualizar. Após terem respondido todas, é possível notar um processo de qualidade e que tem um bom andamento. 

Cada empresa decide qual é a ferramenta que mais se encaixa na sua realidade e em seu planejamento estratégico, visto que não há uma ferramenta certa ou errada, apenas diversos meios para um mesmo objetivo: alavancar a empresa.

Para mais conteúdos como esse, acompanhe nosso Blog e veja nossas redes sociais.

Texto escrito pela consultora Camila Mendes.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *